Escolas municipais de Salto terão monitoramento de segurança

PrintGoogle Gmail

No estilo “BBB”, as escolas da rede municipal de ensino de Salto vão ter câmeras de monitoramento em breve, como forma de segurança.

Segundo a Secretaria da Educação, desde o ano passado foi iniciado um processo de instalação de segurança eletrônica nas escolas. “Estamos agora na fase de detalhamento dos pontos e dos sistemas a serem licitados”, explica o secretário Wilson Caveden.

O secretário declara que a fase seguinte será a licitação da empresa que fará a instalação e o acompanhamento de todos os pontos instalados de forma eletrônica e presencial. Ele destaca que o procedimento irá auxiliar a atuação da GCM e PM quando for o caso.

Tal informação foi prestada ao JE nesta semana, após o jornal ter aberto na semana passada o espaço para a PM, GCM e Secretaria de Educação para tratar da segurança que é feita nas escolas da cidade, após o episódio ocorrido na escola do Rio de Janeiro.

Para a Secretaria de Educação do município, nenhum sistema de segurança (a não ser que houvesse detectores de metais na porta de entrada da escola e alguém revistando todos que ali entrassem) usual teria impedido a entrada do atirador. “O mesmo era ex-aluno da escola e entrou na mesma em um momento que a escola executava um projeto com os ex-alunos. Portanto, o que aconteceu no RJ não pode em hipótese alguma ser considerado algo possível de acontecer em qualquer lugar e a qualquer hora”, considera o secretário.

GCM – A Guarda Civil Municipal responde que além das visitas diárias realizadas nas escolas, a equipe da Ronda Escolar faz o acompanhamento dos alunos aos mais diversos locais.  Nas visitas, a equipe além de patrulhar o lado externo, visando impedir a presença de pessoas estranhas ao redor das escolas, também adentra o interior onde interage com alunos e professores, sendo que cada visita é assinada em livro.

Nos horários de entrada e saída de alunos, é realizada a segurança no trânsito pela Equipe da Ronda Escolar.

No ano de 2010, foram atendidas pela Ronda Escolar da GCM 438 ocorrências das mais diversas naturezas, predominando o Auxílio Escolar com 98 ocorrências e Averiguação com 142 ocorrências.

Neste ano, já foram atendidas 137 ocorrências pela Ronda Escolar, além das rondas e visitas realizadas nas escolas.

PM – Segundo o capitão Vagner Joaquim, a sua conclusão do fato é a aplicação do investimento principal em políticas como “antibullying”, naquilo que se refere especificamente a escolas. Capitão Vagner informa que os programas como o Proerd, o Jovens Construindo a Cidadania e Ronda Escolar procuram contribuir para uma eficiente prevenção criminal.  “O convívio dos policiais militares com a comunidade escolar busca entre outras coisas aumentar a interação, troca de ideias, orientações sobre segurança, exaltação de uma conduta ética e uma conseqüente criação de uma cultura de paz e respeito às normas dentro do ambiente escolar e da comunidade que o cerca. Isso é só um mecanismo dentro de uma grande engrenagem que deve se empenhar em reverter os riscos inerentes a quem viva em certa vulnerabilidade social”, destaca o capitão.

PrintGoogle Gmail

Leave a Reply

Your email address will not be published.